<< Blog do Dé >>

"Somos todos iguais, braços dados ou não"

Confie... as coisas acontecem na hora certa.
As coisas acontecem exatamente quando devem acontecer!

Momentos felizes, louve a Deus.
Momentos difíceis, busque a Deus.
Momentos silenciosos, adore a Deus.
Momentos dolorosos, confie em Deus.
Enfim...
Em Cada momento, agradeça a Deus.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Carnaval: onde estão os valores?


"Vai pra onde no carnaval?" Pergunta típica quando vai chegando essa época de "festas", ou diria "folia", ou então "diversão", enfim, vários adjetivos relacionados à prática do carnaval cairiam bem aqui. E depois disso, é aquela alegria, amigos se juntam pra alugarem casas em vários lugares badalados, combinando fazer tudo o que for possível, até o limite de seus corpos... ou não.

Bem... to voltando agora de Beberibe, pra quem não conhece ou não ouvir falar, é um município do estado do Ceará onde se concentram muitas pessoas e é conhecido como um dos carnavais mais lotados e famosos do referido estado. De lá venho trazendo a certeza de que não faço parte desse mundo. Fui na primeira noite de festa, e na praça do local vi coisas que não me agradaram e não me fizeram bem. A cultura do carnaval moderno está se firmando como um celeiro de cultuação ao corpo. É como se eu estivesse presenciando os hábitos do ser humano primitivo, e essa comparação é a real tradução do carnaval de hoje. E isso tende a continuar, ou melhor, a piorar. Onde está a valorização do outro? Onde está o respeito? Acho que as pessoas deixam as suas idéias, seus conceitos, seus princípios e tudo o que forma o caráter de uma pessoa em casa, bem especificadamente debaixo de suas camas, ou então dentro da geladeira, para que lá esfrie e depois quando voltassem, peguem e continuem de onde pararam.

Carnaval... festa da carne, acho que é isso o que quer dizer a origem dessa palavra. Junto à ela vem um conceito antigo de festas e comemorações. Mas hoje se tornou a pura definição de "festa da carne". Jovens em peso disputam outros jovens, a ponto de praticar sexo em pleno lugar público (pelo menos não presenciei, vai saber né?). A política do "fica" está crescendo cada vez mais, sufocando algumas pessoas que ainda levam em consideração o respeiro e a confiança mútua. As pessoas não se valorizam mais, e principalmente as mulheres não se preservam, por isso que há tantas brincadeiras com elas, e todos vão continuar a não dar importância aos que as mulheres em geral lutam e acreditam.

Pois é, e isso tudo acontecendo e a gente esquecendo de Deus, que é muito maior do que qualquer tipo de vício(bebida, fumo...) ou de apelação visual. Um Deus que é falado com tanta propriedade por pessoas em lugares de oração. Um Deus que é cantado, rezado, louvado, adorado em grupos, mas que é completamente esquecido em épocas como o carnaval. Engraçado né? Acho que pessoas como essas sofrem de transtorno bipolar, em um lugar tem uma personalidade, mas em outros são diferentes. Depois desse raciocínio todo, formulei um novo conceito do que é carnaval: uma festa em que a incoerência de vidas é confirmada. Perdoe, meu querido Deus, pelo que eles fazem ou não fazem. Perdoe porque eles dizem lições de moral e falam palavras bonitas, mas não fazem nem um pouco disso. Palmas e congratulações para vocês, filhos de Deus.

Pra terminar, quero dizer que o carnaval tende a levar cada vez mais as pessoas ao que é do mundo, coisas baixas que não levam a nada. E podem ter certeza, muita gente usa máscaras como essa da foto de cima. Entendam como quizerem. To fazendo a minha parte. Fiquem com Deus! Abraço!

Um comentário:

Blog do Zuão disse...

Dé, parabéns pelo texto! Tá muito conciso e bonito. Concordo com vc. Espero poder chegar a época em q eu terei condições de no carnaval, apenas sair para relaxar com meus amigos. Te amo viu?